• Português
  • Español
  • English
  • Alemao
  • Francês

CONTATO

6. Riqueza cultural e patrimônio histórico

Visitar Santa Catarina é fazer um tour pela Europa sem sair do Brasil! O Estado foi colonizado por imigrantes provenientes de quase todas as regiões européias, que construíram seus povoados inspirados nos países de origem, preservando suas tradições.

Hoje, essas antigas aldeias se tornaram cidades progressistas – e algumas parecem saídas de contos de fadas. Nas ruas é comum se ouvir diferentes sotaques.

Santa Catarina tem dimensões territoriais pequenas (apenas 1,12% do território nacional). Como as cidades são próximas umas das outras e as rodovias estão em bom estado, viajar de carro é um prazer. O turista vai percorrer um trajeto de sonhos, encontrando pequenas “alemanhas”, “itálias”, “portugais”, “ucrânias”, “polônias”, “áustrias”...

O Estado possui um patrimônio histórico bem conservado. No litoral, fica o conjunto arquitetônico português-açoriano, especialmente notável nas cidades mais antigas – Florianópolis, São Francisco do Sul e Laguna –, com destaque para as igrejas e para as fortalezas construídas pelos portugueses em Florianópolis. A arquitetura enxaimel, típica da colonização alemã, está espalhada pelas cidades do Vale do Itajaí e do Norte-Nordeste do Estado, que também exibe exemplares arquitetônicos das culturas eslavas – poloneses e ucranianos. Já os casarões de tábuas inteiriças dos italianos estão presentes em todo o Estado, mas há um conjunto que inclui antigas casas de taipa de pedra nas cidades que compõem o roteiro cultural italiano na região Sul.

Monumento a Anita Garibaldi, em Laguna