• Português
  • Español
  • English
  • Alemao
  • Francês

CONTATO

Grande Oeste

O território que faz fronteira com a Argentina possui belas paisagens naturais e é caracterizado pela diversidade étnica. Os principais atrativos estão ligados às culturas italiana, alemã e gaúcha, predominantes na região, e às fontes de águas termominerais existentes em alguns municípios. Mas o Oeste também oferece desafios aos espíritos aventureiros: cânions, quedas d’água e corredeiras começam a atrair os amantes do ecoturismo e dos esportes radicais.

O território desta região se estende para o Oeste, até a fronteira com a Argentina. A economia regional é predominantemente agropecuária – grandes agroindústrias brasileiras têm sede e origem na região. Até onde a vista alcança, planuras de campos cobertos pelas plantações de soja, milho e trigo colorem a paisagem de verde e amarelo.

Em muitos municípios a estrutura turística é incipiente, mas a aventura de explorar novos destinos, a vida simples e a acolhida do povo do interior são prazeres que compensam.

Aqui, os descendentes de italianos são maioria. Foram eles os responsáveis pelo surgimento das maiores cidades, como Chapecó, pólo econômico da região, São Miguel do Oeste e Xanxerê. Mas os alemães também têm presença destacada – Itapiranga, na fronteira com a Argentina, orgulha-se de ter sediado a primeira Oktoberfest em território catarinense.

Diferente dos italianos e dos alemães que se instalaram em outras regiões do Estado – vindos da Europa – os italianos e alemães do Oeste são filhos e netos dos imigrantes, que saíram da casa dos pais e avós em busca de novas terras onde pudessem plantar seus próprios sonhos. A maior parte veio das colônias italianas e alemãs do Rio Grande do Sul. Como estes grupos já estavam enraizados no estado vizinho, trouxeram na bagagem um pouco das tradições gaúchas – hábitos, culinária, vestimentas...

Águas termominerais e Ecoturismo
Ao longo dos rios Uruguai e Chapecó, fontes de águas termominerais possibilitaram a diversos municípios o desenvolvimento de uma nova vocação econômica, voltada para o turismo: Águas de Chapecó, Palmitos, São Carlos, Quilombo e Caibi.

Tanto na região de Chapecó e Xanxerê, quanto na de São Miguel do Oeste, mais próxima da fronteira da Argentina, existem parques ecológicos, grandes cânions e rios com corredeiras onde é possível realizar programas de ecoturismo e aventuras radicais em modalidades diversas como trekking, canyoning, rapel, cascading, mountain bike, vôo livre, rafting e canoagem.

Cidades Turísticas:
Chapecó, São Miguel do Oeste, Xanxerê, Águas de Chapecó, Palmitos, São Carlos, Quilombo, Caibi, Saudades, Itapiranga, Abelardo Luz, São Domingos, Dionísio Cerqueira, Anchieta, Paraíso, São José do Cedro

Monumento ao desbravador, em Chapecó