• Português
  • Español
  • English
  • Alemao
  • Francês

CONTATO

Passeios e Programas

Joinville

  • Visitar o Museu Nacional da Imigração e Colonização, na Rua das Palmeiras.
  • Degustar o café colonial servido nas várias confeitarias da cidade e provar a comida típica alemã.
  • Visitar o centro comercial Expoville, onde estão representados produtos locais.
  • Turismo rural: visitar a Estrada Bonita onde são comercializados produtos caseiros: pães, geléias, cholocates, cachaça etc.
  • Passeio pela Baía da Babitonga no Barco Príncipe de Joinville.
  • Subir a Serra Dona Francisca, a partir de Joinville.

Jaraguá do Sul, São Bento do Sul, Rio Negrinho, Corupá, Campo Alegre, Itaiópolis

  • Jaraguá do Sul: cidade mais próxima de Joinville, é centro têxtil onde se pode adquirir marcas de projeção nacional a preços de custo. Passeio e almoço no Parque Malwee.
  • Passeio de Maria-fumaça entre Rio Negrinho e Corupá, passando por São Bento do Sul.
  • Em Campo Alegre, considerada o paraíso da Serra, é possível fazer passeios de charrete ou carro de boi na Trilha dos Carroções. Visitar o Museu Polonês, na localidade de Bateias.
  • São Bento do Sul: visitar o Morro da Igreja, Parque dos Colonizadores, a Cervejaria Alpen e as localidades de Rio Vermelho e Rio Natal, típicos vilarejos poloneses.
  • Rio Negrinho: vôo de planador.
  • Corupá: Passeio na Rota das Cachoeiras, no curso do Rio Novo, com 14 quedas d’água.
  • Um passeio a Itaiópolis, com visível influência das culturas polonesa e ucraniana. Vale visitar as igrejas de Santo Estanislau (polonesa) e da Sagrada Família (ucraniana).
  • Trilha do Monte Crista, trecho pré-colombiano do Caminho do Peabiru, com acessos a partir de Garuva ou dos Campos do Quiriri, em Campo Alegre.
  • Degustar o café colonial servido nessas cidades e provar a comida típica alemã.

São Francisco do Sul, Baía da Babitonga

  • Aproveitar as praias da região, com destaque para Ubatuba e Enseada, de águas mais calmas, e Praia Grande e Prainha, indicadas para o surfe.
  • Percorrer o Centro Histórico português. Destacam-se o Forte Marechal Hercílio Luz, as Cariocas (bicas d’água), o Museu Histórico, a Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça (1699) e o Mercado Público Municipal (1900), que abriga lojas de artesanato e tem programação cultural.
  •  Museu Nacional do Mar: abriga rico acervo de embarcações brasileiras e de utensílios de pesca, inclusive o barco Paraty, usado pelo navegador Amyr Klink na travessia a remo entre a África e o Brasil.
  • Passeio de escuna pela Baía da Babitonga, com duas dezenas de ilhas, com saída no trapiche do Centro Histórico.
  • Caminhadas e banhos de cachoeira na Vila da Glória, comunidade de pescadores localizada no continente que marca o encontro da Baía da Babitonga com a Serra do Mar. Saídas em barcos do Mercado Municipal, no Centro Histórico, ou pela rodovia a partir de Itapoá. Tem bons restaurantes de frutos do mar.
  • Pesca esportiva de robalo nos rios da Baía da Babitonga.

Barra Velha, Barra do Sul, Itapoá

  • Barra Velha tem praias urbanizadas, ótimas para banho, como a Central, a do Sul, Costão dos Náufragos, Praia do Grant e Itajuba.* Passeios de barco ou veleiros, prática de esportes náuticos e pescaria na Lagoa da Barra Velha. Especialmente na Boca da Barra, onde as águas da Lagoa e do rio Itapocu se encontram com o mar.
  • Cavalgadas, trilhas e passeios de caiaque no rio Saí-mirim, Reserva Particular do Patrimônio Natural de Volta Velha, na Mata Atlântica, na Praia de Itapoá.
  • Prática do surfe e pesca no Balneário da Barra do Sul. A região tem cinco ilhas que podem ser percorridas de barco, com parada na Ilha do Remédio.
 
Rafting em Jaraguá do Sul
Festival de Dança de Joinville
Avenida das Palmeiras, em Joinville